Sinais e Glória: A estrutura do evangelho de João.

“Texto fora de seu contexto é pretexto para heresia”! Essa frase, sem dúvida, é bastante conhecida. Entretanto a máxima hermenêutica “todo texto deve ser interpretado pelo seu contexto” é uma metodologia conhecida por muitos, porém praticada por poucos. Através desse breve artigo gostaria de incentivar os leitores a levarem as Escrituras mais a sério, realizando um trabalho mais duro, porém que nos proporciona melhores frutos. Devemos nos esforçar para compreendermos um livro Bíblico em sua totalidade, sua estrutura e seu propósito. Assim, ao nos aproximarmos do texto, teremos um entendimento mais rico, profundo e preciso, interpretando as partes à luz do todo e não vice-versa.

O livro analisado aqui será o Evangelho de João.

O propósito.

A primeira pergunta que deve ser levantada é: Qual é o propósito do evangelho de João? Por que João escreveu esse livro?

Diferente dos evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas), onde precisamos de uma análise mais aprofundada do texto para encontrarmos seu propósito, João expressa e claramente nos diz qual é a sua meta ao escrever esse evangelho. Encontramos isso em João 20.30-31:

“30 Jesus, na verdade, operou na presença de seus discípulos ainda muitos outros sinais que não estão escritos neste livro; 31 estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.”

Mais claro e direto impossível. João escreve esse evangelho para que seus leitores (originais e todos quantos lerem posteriormente) creiam que Jesus é o Messias, profetizado e prometido no Antigo Testamento e que Ele é o próprio Filho de Deus. E não somente isso, mas crendo, seus leitores tenham vida através de Jesus. Essa é uma das características de João. Ele diz coisas extremamente profundas e chocantes, da forma mais clara e direta possível (p. ex., João escreve sem rodeios que Jesus é o próprio Deus).

A macroestrutura.

Encontramos no Evangelho de João tanta harmonia e beleza, que sua estrutura é as vezes chamada de “estrutura sinfônica”, ou “melodia estrutural”. Em uma visão mais ampla, podemos dividir a macroestrutura desse evangelho em 4 partes:

I. Prólogo (1.1-18).

II. Livro dos Sinais (1.19-12.50).

III.Livro da Glória (13.1-20.31).

IV. Conclusão (21).

A estrutura (desenvolvida).

Prólogo 1.1-18

Livro dos Sinais (1.19-12.50).

Como vimos acima, João escreve esses “sinais” com o alvo de seus leitores verdadeiramente crerem em Jesus como Cristo e Filho de Deus. João alcança seu propósito já nessa primeira seção (maior) do livro, conhecida didaticamente como o “livro dos sinais”.

O pano de fundo desses sinais está no Antigo Testamento. Temos (pelo menos) dois antecedentes importantes no AT para os sinais de Jesus: 1. Sinais e prodígios que Moisés realizou no êxodo; 2. Atos proféticos simbólicos que denotam juízo futuro (p. ex. Is 20.3). João retrata Jesus como o “novo Moisés” (ou Moisés escatológico), sendo ele (Jesus) o mediador supremo entre Deus e os homens, portador absoluto da revelação Divina (sendo Ele mesmo a palavra de Deus), e efetuador da salvação do povo de Deus (o novo êxodo). Aqueles que creem em Jesus são beneficiados com a eterna redenção. Entretanto, aqueles que rejeitam a Cristo (como os judeus nesse evangelho), encontram o juízo escatológico Divino em condenação (ambos os temas – condenação/redenção – inaugurados com a vinda e obra de Cristo).

Nesta seção do “Livro dos Sinais”, João escolhe a dedo sete sinais realizados por Jesus (número 7 como expressão de plenitude/perfeição na mentalidade judaica). Os sinais são:

1º Sinal: Transformação da água em vinho no casamento em Caná (2.1-11).

2º Sinal: Ato profético da purificação do templo (2.13-22).

3º Sinal: Cura a distancia do filho do oficial do rei (4.46-54).

Capítulos 5-10 são caracterizados pela controvérsia crescente entre Jesus e seus oponentes judeus.

4º Sinal: A cura de um homem aleijado havia 38 anos, e a controvérsia sobre o sábado (cap. 5).

5º Sinal: A multiplicação de pães para a multidão (cap. 6).

6º Sinal: A cura do cego de nascença (cap. 9).

7º Sinal: O ápice dos sinais – A ressurreição de Lázaro (seção de transição nos caps. 11-12).

  1. Ressurreição de Lázaro (11.1-57)
  2. A unção em Betânia (12.1-11)
  3. Entrada triunfal de Jesus em Jerusalém (12.12-19)
  4. A era dos gentios (12.20-36)
  5. Os sinais do Messias e a rejeição por parte de Israel (12.37-50)

Livro da Glória

Nesta segunda seção maior desse evangelho (ou 3º na macroestrutura), é caracterizada pela exaltação/glorificação de Jesus em Sua morte e ressurreição. Entretanto, antes disso, Jesus prepara seus discípulos para as coisas que haveriam de acontecer, purificando-os e ensinando-os em Seu último discurso. A estrutura dessa seção é:

  1. O discurso de Despedida (caps. 13-17).
  1. Preâmbulo

A purificação da nova comunidade messiânica: Lavagem dos pés e a partida de Judas (13.1-30).

  1. O discurso (13.31-16.33).
  1. A partida de Jesus e o envio do Espírito (13.31-14.13).
  2. Jesus, a videira verdadeira (15.1-17).
  3. O Espírito e o testemunho dos discípulos no mundo (15.18-16.33).
  1. Oração Final (cap. 17).
  1. A narrativa da paixão
  1. A traição e a captura de Jesus e seu julgamento judaico (18.1-27)
  2. O julgamento romano de Jesus (18.28-19.16a).
  3. A crucificação e o sepultamento de Jesus (19.16b-42).
  4. A ressurreição de Jesus e o propósito do evangelho (20.1-31)

Epílogo (21.1-25).

  1. Jesus aparece a 7 discípulos (21.1-14)
  2. Jesus e Pedro (21.15-19)
  3. Jesus e seu discípulo amado (21.20-25)

Conclusão.

Espero ter transmitido algum ensino a encorajamento na difícil tarefa de interpretar as Escrituras a você cristão, que ama a Palavra de Deus, e busca entende-la e vive-la para a Glória de Deus em Cristo.

Soli Deo Gloria

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s