Um centro “elusivo” da teologia Paulina.

Existe um longo debate entre os teólogos sobre qual seria o coração da teologia do apóstolo Paulo. Para os reformadores e para os seus herdeiros protestantes, o chave da teologia paulina é a doutrina da justificação pela fé.
Essa visão é inadequada porque foca apenas em uma metáfora da salvação, a justificação, excluindo as outras.

Em resposta a isso, outros teólogos dizem que “a experiência mística de estar em Cristo” é o centro de Paulo [1].

Outros como James Dunn, afirmam que o imaginário de um “cerne” é extremamente “fixo e inflexível”, para fazer justiça a natureza fluida, dinâmica da teologia de Paulo. Dunn prefere a imagem de um diálogo para descrever a maneira que a teologia de Paulo atua [2].
Ao invés da palavra “cerne”, ou “centro”, ou “Mitte”, Beker refere o uso da palavra “coerência” por capturar mais o aspecto maleável da teologia de Paulo à medida que ele responde aos problemas e dificuldades de suas igrejas.

Mas qual será o cerne da teologia de Paulo? Será a graça de Cristo (Thomás de Aquino)? Será a justificação pela fé à parte do desempenho humano (Lutero e muitos protestantes desde então)? Cristo e o que ele fez por nós (diversos intérpretes católicos romanos)? A história da redenção (H. Ridderbos)? A reconciliação (Ralph Martin)? A ressurreição de Cristo (Paul Achtemeyer)? O triunfo apocalíptico de Deus na morte e ressurreição de Cristo (Johan Chistiaan Beker)? A glória de Deus em Cristo (Thomas Schreiner)? A contribuição do Pai, Filho e Espírito Santo para a salvação (Joseph plevnik)? A graça de Deus que salva os pecadores (Frank Thielman)? Ou alguma outra coisa [3]?

Pessoalmente, no momento, estou propenso a concordar com H. Ridderbos, mas não irei aprofundar esse assunto agora, talvez num outro momento (o leitor fica a vontade para concordar, descordar ou inovar).

irei dar quatro elementos que são essenciais na teologia Paulina para balizar nossa pesquisa. Esses quatro elementos Gordon Fee os chama de centro elusivo da teologia de Paulo, e são esses [4]:

• A igreja como a comunidade escatológica (isto é, a comunidade que vive no “começo do fim dos tempos”) composta pelo povo de Deus da nova aliança.
• O quadro escatológico da existência e do pensamento desse novo povo.
• A formação do novo povo de Deus pela salvação escatológica adquirida através da morte e ressurreição de Jesus.
• O foco desse povo está em Jesus como o Messias, Senhor e Filho de Deus.

Em outras palavras [5]:

O fundamento: A graça e a misericórdia de Deus, que é pleno de amor para conosco.

O “quadro geral”: A existência escatológica como “já” mas “ainda não”.

O foco: Jesus O Filho de Deus, que como Messias Servo Sofredor de Deus efetuou salvação escatológica para a humanidade através da Sua morte e ressurreição, e agora é O Senhor exaltado e O Rei vindouro.

O fruto: A igreja como a comunidade escatológica, que é constituída através da morte de Cristo e do dom do Espírito, sendo restaurada a imagem de Deus, forma o povo da nova aliança de Deus.

Sumário

Através da morte e ressurreição de seu Filho Jesus, nosso Senhor, O amoroso e gracioso Deus efetuou a salvação escatológica para Seu povo da nova aliança, a igreja, que agora, enquanto espera a vinda de Cristo, vive a vida do futuro pelo poder do Espírito [6].

Por Willian Orlandi

[1] Ver A. Schweitzer, “The mysticism of Paul the apostle”. Cf. Deissmann´s, “St. Paul, A study in social and religious history”.
[2] James Dunn, “Theology of Paul”, p. 20. Com a mesma posição está L. Goppelt, “theology of the New Testament” 2 Vol (1981-82) Vol 2, pp. 62-3.
[3] Frank Thielman, “Teologia do Novo Testamento”, pp. 274-276.
[4] Gordon Fee, “Paul, the Spirit and the people of God”, p. 6.
[5] Gordon Fee, “God´s empowering presence”. p. 12.
[6] Ibid. p. 13.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s